Fundação Pró-Memória de Indaiatuba

Bens Tombados

A relação dos bens listados de acordo com o Decreto n.10.108 de 17 de Dezembro de 2008 como bens tombados.

 Segue a lista:

 

1.      Fazenda Engenho d’Água
Rua Zéphiro Puccinelli s. n.o, Quadra 38/39, Lote s. n.o, Bairro Jardim Morada do Sol. Compreende: a edificação, propriamente dita, construída provavelmente em meados do século XVIII, com destaque para a disposição espacial de caráter bandeirista dos elementos construtivos, as paredes de taipa-de-pilão, as envazaduras antigas remanescentes e seus acessórios, os pisos de ladrilhos cerâmicos e de tijolões e o forro "paulista". O entorno da edificação, abrangendo toda a quadra em que se encontra, e que apresenta grande potencial arqueológico (Paiva, 1997b), será integralmente protegido. Resolução CMP 2/97 de 13 out. 1997, que abriu o processo de tombamento, publicada no Diário Votura a 17 out. 1997..

2.      Casarão Pau Preto
Rua Pedro Gonçalves 477, Quadra e lote s. n.o. Resolução
CMP 3/97 de 13 out. 1997, publicada no Diário Votura a 17 out. 1997.

 

3.      Igreja Matriz Nossa Senhora da Candelária
Praça Leonor de Barros Camargo, quadra e lote s. n.o. Resolução CMP 3/97 de 13 out. 1997, publicada no Diário Votura a 17 out. 1997.

4.      Casa Paroquial
Rua Candelária 399, quadra e lote s. n.o. Resolução CMP 3/97 de 13 out. 1997, publicada no Diário Votura a 17 out. 1997.

 

5.      Busto de Dom José de Camargo Barros
Praça Leonor de Barros Camargo. Resolução CMP 3/97 de 13 out. 1997, publicada no Diário Votura a 17 out. 1997.

 

 

6.      Edificações do Hospital Augusto de Oliveira Camargo
Prédio principal; portal de entrada e residência adjacentes; sanitários originais com respectivas peças sanitárias, louças e metais); jardim principal, com suas árvores e palmeiras, e todas as suas ruas, incluídas obras escultóricas; placas e istentes nos espaços externos e internos (como estátua de Cristo e bustos de mármore e bronze com imagem dos fundadores, placas de bronze com dados sobre a construção do Hospital e estátuas do jardim interno); mobiliário, quadros, lustres, arandelas e decoração original do "Salão Nobre"; imagens, vitrais, harmônio e armários existentes na capela do mesmo Hospital; equipamentos médico-cirúrgicos da época da inauguração. Resolução CMP 1/98 de 3 fev. 1998.

 

7.      Caixa d’Água
Rua Pedro Gonçalves, no trecho entre as ruas Antônio Zoppi e João da Fonseca Bicudo. Construção remanescente do terreiro de café que se integrava ao Casarão do Pau Preto.
Resolução CMP 3/98 de 23 nov. 1998.

 

© Fundação Pró-Memória de Indaiatuba
Desenvolvimento Web: Departamento de Informática (Prefeitura Municipal de Indaiatuba - Secretaria Municipal de Administração)