Fundação Pró-Memória de Indaiatuba

104 Anos de Nascimento de Mestre Vitalino

MUSEU CASARÃO PAU PRETO
104 ANOS DE NASCIMENTO DE MESTRE VITALINO

No intuito de divulgar e democratizar o acesso à informação, a Fundação Pró-Memória de Indaiatuba traz mais uma pequena exposição virtual com imagens de seu acervo museológico. Esta segunda exposição traz fotografias das obras relacionadas a Mestre Vitalino que se encontram no acervo do Museu Casarão Pau Preto. 
Filho de lavradores, Vitalino Pereira dos Santos (10/07/1909 a 20/01/1963), ainda criança começou a modelar pequenos animais com as sobras do barro usado por sua mãe na produção de utensílios domésticos, para serem vendidos na feira de Caruaru/PE. 
Sua atividade como ceramista permaneceu desconhecida até 1947, quando o desenhista Augusto Rodrigues organizou no Rio de Janeiro a 1ª Exposição de Cerâmica Pernambucana, com diversas obras suas.
Em 1949 fez exposição no MASP e em 1955, integrou a exposição Arte Primitiva e Moderna Brasileiras, na Suíça. Hoje suas obras podem ser vistas no Museu do Louvre, França.
Suas obras retratam a cultura nordestina, através do modo de vida dos sertanejos, especialmente do interior de Pernambuco. Seu estilo pessoal é marcante: nas feições, gestos, posturas e na corporação teatralizada das cenas.
Mestre Vitalino transmitiu sua técnica a vários discípulos, filhos e netos que seguem o mesmo repertório temático. Famílias inteiras se ocupam desse ofício em Caruaru que é considerada pela UNESCO um dos mais importantes centros de arte figurativa das Américas.
A coleção de esculturas de Mestre Vitalino, do acervo do Museu Casarão Pau Preto, pertenceu ao colecionador Afonso Dante Chiara e foi doada  em 1997, por Maria Tereza Chiara Monteiro Inácio.

Fotos

© Fundação Pró-Memória de Indaiatuba
Desenvolvimento Web: Departamento de Informática (Prefeitura Municipal de Indaiatuba - Secretaria Municipal de Administração)